ARISTÓTELES: A ESPERANÇA É O SONHO DO HOMEM ACORDADO

A esperança é o único bem comum a todas as pessoas; aqueles que nada mais têm, ainda a possuem, pois esta é como um dom divino plantado em nossas almas. A esperança precisa pulsar forte em nós como uma energia a nos impulsionar para seguirmos adiante contra toda desesperança…

O novo muitas vezes nos apavora, pois nos tira de nossa zona de conforto. Mas é preciso seguir por novos caminhos…É preciso ter a coragem de sonhar e de acreditar nos sonhos. É preciso atingir o cume da existência e celebrar o melhor da vida!

Tenha uma abençoado e produtivo ANO NOVO 2021 

Nenhum comentário

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES REALIZA CERIMÔNIA DE ENTREGA DE TÍTULOS DE CIDADÃOS DE EXU, TERRA DE LUIZ GONZAGA

A Câmara Municipal de Vereadores de Exu, Pernambuco, Terra de Luiz Gonzaga e de Barbara de Alencar, realizou na noite desta quarta-feira (30), a solenidade entrega do certificado do Título de Cidadão de Exu. A honraria é concedida às personalidades que contribuíram, de alguma forma, com o progresso socioeconômico, cultural e turístico do município.

Foram agraciados com o título: Benevuto Ferreira Sobrinho, Italo Lino de Souza, Valdiney Vital Guedes (Ney Vital), Marcos Sergio Ferreira, Antonio Kydelmir Dantas de Oliveira, Juliana Maria Borges e Felipe Soares da Silva.
Devido a pandemia da Covid-19, a vice diretora do Projeto Asa Branca, professora Aline Justino representou os novos  filhos de Exu, Terra de Luiz Gonzaga e de Barbara de Alencar, que não puderam comparecer ao evento.

O empresário Italo lino de Souza, nascido em Juazeiro Bahia, emocionado renovou o seu amor a Exu e vida e obra de Luiz Gonzaga. "Mais uma vez e sempre lembrarei das centenas de viagens para Exu com o meu saudoso pai, Neto Tintas, as conversas debaixo do pé de Juazeiro e as lições para sempre que puder servir com paixão e devoção a cultura brasileira, a Exu e as causas sociais em nome de Luiz Gonzaga". 

Nascido em Nova Floresta, Paraíba, o escritor e pesquisador Kydelmir Dantas, revelou a emoção e gratidão que recebeu a mensagem, através do vereador José Pinto Saraiva Júnior, da nossa indicação e aprovação para receber o honroso título de Cidadão Exuense.
 
"Agradeço a Deus esta emoção e aos meus pais Angelita Dantas de Oliveira e Manoel Batista de Oliveira (in memoriam) por terem me encaminhado pelas estradas da vida, com perseverança e Fé", escrebeu Kydelmir em suas redes sociais. 

A Casa Legislativa de Exu, Pernambuco é composto peloe vereadores:
Antonio Parente Sobrinho
Cícero Vieira da Silva
Davi Moreira de Alencar
Fernando Adevando Bezerra
Francisco Justino da Silva
Iranley Ulisses Cavalcante
João Carlos Cardoso Bento
José Lopes de Araujo
José Pinto Saraiva Junior
Maria de Fatima Pinto Saraiva
Miguel Moreira da Costa
Rigoberto Amaro de Alencar
Roberto Bento Nascimento

O jornalista Ney Vital, nascido em Areia, Paraíba, disse que é uma honra se tornar filho da terra de Luiz Gonzaga, rei do baião, pernambucano de Exú, terra de bravos. "Terra que nos legou o pioneirismo de mulheres guerreiras e libertárias, que foi Bárbara de Alencar, revolucionária de 1817”.


Um comentário

VOCÊ AGUENTA SER FELIZ: SER FELIZ É QUASE UMA DIETA, UMA ALIMENTAÇÃO BALANCEADA NA ALMA

Eu fiz uma cirurgia bariátrica há muitos anos, de maneira estabanada, para me livrar dos meus antigos 150 quilos. Meu pai morreu do coração aos 45 anos, e eu não podia continuar com aquele peso. O médico diz que você vai poder comer de tudo. O problema é que você passa a beber de tudo também.

Eu quase virei alcoólatra. Como, aliás, acontece com muitas pessoas que fazem bariátrica sem se preparar antes e sem supervisão depois. E foi para cuidar dos meus excessos —de cigarros, bebidas, cafés, refrigerantes e remédios para dormir— que eu, graças a Deus, conheci o médico psiquiatra Arthur Guerra. Ele transformou a minha vida não me entupindo de mais remédios, mas tirando esses remédios e me entupindo de esportes.

Guerra me botou para fazer triatlos e maratonas e me fez descobrir um mundo que acorda às 5 da manhã e dorme exausto e feliz às 10 da noite.

Mas, de tudo o que Arthur Guerra me ensinou, nada é mais brilhante do que a pergunta dele que eu coloquei em cima da minha mesa de trabalho e a que tento responder todos os dias: “Nizan, você aguenta ser feliz?”. Esta, querido leitor e querida leitora, é a pergunta que dou de presente de Ano-Novo depois de um ano de tantas tristezas, mas também superações. Você aguenta ser feliz?

A pessoa luta para alcançar determinados objetivos na vida e, se e quando consegue atingi-los, quer mais e mais. A gente sonha com uma meta e, quando chega lá, começa a sofrer atrás de outra mais distante. Pedimos aos céus o que não temos, em vez de agradecermos o que já temos. E, quando atingimos o que tanto queríamos, aí queremos neuroticamente um novo objetivo. Ou seja, estamos sempre deixando para ser feliz na próxima conquista. Isso pode ser (e é) motivador, mas muitas vezes é enlouquecedor também.

Então meu ponto aqui é que a felicidade, como tanta coisa nessa vida, é uma questão de disciplina.

O dalai-lama diz que a felicidade é genética ou treinada. E de fato tem gente que é feliz por natureza. Para nós, a grande maioria, ela é uma conquista. É como se fosse uma outra carreira, interna: administrador de si mesmo.

E essa pessoa insaciável retratada nesta coluna está, em maior ou menor grau, dentro de todos nós. Os felizes não a escutam muito. Os infelizes são dominados por ela.

Esse comportamento nos leva a fazer duas coisas que são absolutamente inúteis: tentar corrigir erros de coisas que ficaram no passado e postergar a felicidade para conquistas que enxergamos no futuro. Como passar 2021 tentando corrigir os fracassos de 2020 ou adiando a felicidade para 2022.

Por isso, a pergunta é necessária. Será que você aguenta ser feliz? Até porque as melhores coisas da vida não têm preço: amor, família, amigos, fé, respiração.

Ser feliz é quase uma dieta, uma alimentação balanceada da alma. Que mistura bens materiais e, principalmente, imateriais.

Essa é uma reflexão para você, pessoa física, mas que pode ajudar muito a pessoa jurídica. Por isso Harvard tem tratado tanto da administração da pessoa ao tratar da administração da empresa.

O que desejo a você, leitor, é o que eu me desejo em 2021 e será o meu desafio diário: que você lute para ser as coisas que queira ser, mas não despreze o que é conquistado, o que já é. E que viva 2021, e não 2020 ou 2022.

Até porque o ano que começa será, tem que ser, um ano de cura, de vacina, de virada e de vida. 2020 foi um ano de grande tristeza. De muitas perdas. De muitas e duras lições.

Ficamos desesperados e muito tristes, e essa tristeza era inevitável. Mas a vida precisa da felicidade, e a felicidade precisa da vida. FELIZ ANO NOVO.

*Nizan Guanaes é publicitário

Nenhum comentário

CUBA TERÁ VACINA PRÓPRIA CONTRA COVID-19 EM SEIS MESES

Cuba poderá imunizar toda sua população contra o coronavírus com uma vacina própria no primeiro semestre de 2021, afirmou o diretor do Instituto Finlay de Vacinas (IFV), Vicente Vérez Bencomo.

O país está em capacidade “para imunizar a população cubana contra o vírus SARS-CoV-2 no primeiro semestre de 2021”, garantiu Vérez, citado nesta terça-feira (29) pelo jornal oficial Granma.

Vérez fez a afirmação diante do presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, durante uma visita ao IFV, onde duas vacinas candidatas contra a covid-19 são elaboradas: Soberana01 e Soberana02.

As “soberanas avançaram significativamente no ensaio clínico: a 01 vai terminando a Fase 1, e a 02 entra na Fase 2”, informou Vérez.

Ele destacou que as duas vacinas demonstraram confiança em relação à segurança e à resposta imunológica, mas “a Soberana 02 em específico, por suas características, mostrou uma resposta imunológica precoce (aos 14 dias), o que permite passar para a Fase 2 de ensaio clínico mais rapidamente”.

O funcionário explicou que, em janeiro, cerca de 1.000 voluntários serão vacinados nas diferentes formulações da Soberana 02, “para, mais tarde, após as avaliações e permissões exigidas, entrar na Fase 3” com a participação de cerca de 150.000 pessoas em Havana.

As negociações para desenvolver a fase 3 de ensaio clínico da Soberana 02 também avançam em outros países, devido à baixa prevalência da covid-19 na população cubana, acrescentou.

O Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia também trabalha em outras duas candidatas de vacina contra a covid-19, denominadas Mambisa e Abdala.

Os cientistas cubanos têm experiência na obtenção e na fabricação de vacinas. O programa nacional de vacinação para toda infância conta com 11 vacinas contra 13 doenças. Oito delas são fabricadas na ilha.

Embora atualmente enfrente um aumento de casos, devido à abertura das fronteiras, Cuba, com 11,2 milhões de habitantes, mantém a propagação da doença sob controle, com 11.434 casos e 143 mortes até domingo, números baixos em comparação com seus vizinhos da região.
Nenhum comentário

ALCEU VALENÇA DIZ TER SIDO ASSINTOMÁTICO PARA COVID-19

Em um ano marcado pelo impacto da Covid-19 na música, o pernambucano Alceu Valença declarou ter sido assintomático para o coronavírus. Em publicação nas redes sociais nesta terça-feira (29), o cantor explicou que ele e a família, apesar dos cuidados do isolamento, se infectaram com o vírus, mas que não possuem carga viral nos corpos.

“No decorrer ano, fiz algumas lives e gravei 33 músicas que me acompanharam, diariamente, junto ao meu violão, nessa quarentena. Todas as vezes que precisei trabalhar, fiz exames. Resultados sempre negativos. Recentemente, nos submetemos a novos exames e constatamos que, apesar de todo o cuidado possível, fomos contaminados de forma assintomática. Já não temos o vírus e adquirimos anticorpos.”, disse Valença em um dos trechos.

O cantor também enfatizou a importância dos cuidados com a pandemia. “Tivemos muita consciência da gravidade da pandemia e, mesmo assim, fomos contaminados. Apesar da imunidade, continuarei recluso, usando máscara ao sair de casa e evitarei qualquer aglomeração. Responsabilidade social é fundamental para ultrapassarmos essa fase tão difícil. Desejo a todos um feliz ano, mais solidário e esperançoso. Já, já, chegará a vacina, guilhotina, navalha, para degolar o Corona canalha.”, finalizou o post.


Nenhum comentário

MACIEL MELO: O HOSPEDEIRO

Sou seu hospedeiro; ela é minha inquilina. Dentro de mim, ela pode se achar e se perder em meus atalhos, de bandeira em punho, de espada em riste, sem temer a morte, sem zombar da sorte, sem bater continência, sempre alerta, mantendo a postura e mudando o jeito da posição de sentido. Falo de minha poesia. Já rompi mares, amansei procelas, fiz das tempestades um remanso e ancorei num cais desenhado numa folha de papel, quando ainda precoce, via a vida bem pra lá do horizonte.�Mas hoje, a calmaria me assusta; tudo deserto, o medo nas ruas, nenhum barco à vista; o amor e o ódio formam dunas de dúvidas e amontoam-se às margens de um rio seco. 

Descobri que o deserto não é só calmaria, a solitude não é solidão, viver só não é ser único, e estar em turma não é ser multidão. Soltei a âncora, içei as velas e deixei os ventos me levarem. Aparei as arestas, degolei a inveja, chutei o pau da barraca, e não vou sossegar enquanto o último pingo d’água não transbordar o pote do meu nascedouro. 

Me isolo, me deito, me levanto; perambulo pela casa; a noite demora a amanhecer, não consigo dormir, e essa vacina não chega. Os pensamentos voam longe, vão lá nas profundezas dos grandes sertões, e voltam pelas veredas de Guimarães trazendo rosas para enfeitar a minha sala de estar, que desde o princípio dessa pandemia não espera uma visita sequer. Nasci lá, nos rincões das caatingas, à beira do Rio Pajeú. 

O Brasil ainda engatinhava quando fui gestado por uma paraibana. Nasci raquítico, pirralho, magro; a carne era por dentro do osso. Minha mãe fez um rosário de contas, pendurou no meu pescoço; depois, uma rezadeira me benzeu com três galhos de arruda, e cá estou, malazarteando, teimando, arengando com a sorte. Até agora consegui escapar desse vírus; mas até quando? Até quando iremos contabilizar, quantos mortos serão sepultados hoje, amanhã e depois? Até quando iremos esperar que se percebam a pressa que é preciso para chegar essa vacina? Quando irei voltar a sentir orgulho de ser brasileiro?

Espero que não demore muito! 

Nenhum comentário

PREFEITURA DE AREIA, PARAÍBA TERÁ SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO A PARTIR DE 2021

Na manhã desta terça-feira (29), o ex-prefeito de Areia, o médico Elson da Cunha Lima Filho, participou de uma entrevista na Rádio Pop Fm com o futuro diretor de imprensa, radialista Nelson Almeida.

Elson foi o coordenador da campanha eleitoral. A futura prefeita Silvia Cesar Farias da Cunha Lima, não terá salário. Cerca de R$ 12 mil serão investidos no desenvolvimento do município. O nome dos novos secretários municipais foi divulgado.

Confira lista na coluna da direita:

Uma das prioridades da atual administração será criar a Secretaria de Controle Interno. Com o apoio da Câmara de Vereadores, a nova secretaria vai proporcionar melhor desempenho e apoio aos projetos administrativos, através de auditoria, ouvidoria e corregedoria. A solicitação para criar a nova secretaria será enviada a Câmara de Vereadores de Areia, Paraíba.

O objetivo da Secretaria de Controle Interno, além de receber e analisar críticas, sugestões, solicitações e denúncias, vai atuar com avaliação e assessoria, orientando outras secretarias com foco na prevenção e repressão de irregularidades.

Silvia Cesar Farias da Cunha Lima foi eleita com 53,25% dos votos válidos, um total de 7.248 votos. A doutora Silvia foi a vencedora com 100% das urnas apuradas. Silvia Cesar é médica pediátrica.

A vice prefeita eleita é Marília do Socorro Perazzo Melo, mais conhecida como Dona Marília, nasceu no dia 21 de Maio de 1949, no Hospital Municipal Hercílio Rodrigues, hospital público de Areia. Divorciada, é mãe de quatro filhos, Valéria, Marília, Karla e Elson da Cunha Lima Filho, também conhecido como Dr. Elsinho, que foi prefeito de Areia (2005-2012). Ela estudou no Colégio Santa Rita, depois continuou seus estudos em Recife, na Academia Santa Gertrudes e concluiu no Colégio Santa Rita. Já foi primeira dama do município. Trabalha principalmente na assistência social, no apoio a comerciantes e artesãos.

O conjunto histórico e urbanístico de Areia foi tombado, em 2006. Para o tombamento, o Iphan baseou-se no valor histórico, urbanístico e paisagístico atribuído ao conjunto, pela ativa participação da cidade nas revoluções ocorridas no século XIX. Também se destaca o valor da cidade como remanescente arquitetônico dos séculos XVIII e XIX e da paisagem natural que a circunda. Na área tombada existem cerca de 420 imóveis.

A cidade está situada na região do brejo paraibano, no topo da Serra da Borborema, a 618 metros de altitude. Sua bela paisagem natural é valorizada pelas ruas que acompanham a topografia acidentada do terreno, possibilitando vários pontos de observação nas encostas da serra. Em Areia, nasceu o pintor Pedro Américo e o escritor José Américo de Almeida. No Museu de Pedro Américo estão inúmeras réplicas dos quadros do mais célebre cidadão areiense - entre elas a famosa obra O Grito do Ipiranga, encomendada por Dom Pedro II.

Considerada por muito tempo como "terra da cultura" e o seu Theatro Minerva foi inaugurado 50 anos antes que o de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba. A cidade recebia estudantes de todo o Nordeste, sendo expoentes da época a Escola de Agronomia do Nordeste, o Colégio Santa Rita das irmãs franciscanas, e o Colégio Estadual de Areia (antigo Ginásio Coelho Lisboa). 

Nenhum comentário

CONFIRA O CALENDÁRIO DE FERIADOS PREVISTOS PARA 2021

Um dos anos mais conturbados de toda a historia está finalmente se encerrando, junto ao fim de 2020 muitas empresas e pessoas começam a buscar as informações de feriados para o ano que vem. Tanto para que seja possível planejar o trabalho em 2021 como para planejar uma possível viagem e descanso merecido.

No ano de 2021 teremos seis feriados prolongados e ao menos três pontos facultativos, isso a nível nacional, vale lembrar que dependendo da sua região é preciso considerar as principais datas municipais e estaduais.

DATA DIA DA SEMANA FERIADO

01 de janeiro Sexta-feira Ano novo

15 e 16 de fevereiro Segunda e terça-feira Carnaval

02 de abril Sexta-feira Sexta-feira Santa

21 de abril Quarta-feira Tiradentes

01 de maio Sábado Dia do trabalho

03 de junho Quinta-feira Corpus Christi

07 de setembro Terça-feira Independência do Brasil

12 de outubro Terça-feira Nossa Srª. de Aparecida

02 de novembro Terça-feira Finados

15 de novembro Segunda-feira Proclamação da república

25 de dezembro Sábado Natal

Além dos feriados e pontos facultativos já existentes, está em trâmite na Câmara dos Deputados dois Projetos de Lei que podem impactar o calendário de feriados. Sendo eles o Projeto de Lei 1.222/20 de autoria do deputado Alexandre Frota que pretende transformar a terça-feira de Carnaval em feriado nacional.

Como também segue em tramite o Projeto de Lei 5.129/20 de autoria do deputado Luiz Antonio Teixeira, que pretende tornar o dia 3 de julho de 2021 em ponto facultativo em todo o território nacional, além de transformar em feriado nacional os dias 5 e 6 de julho de 2021.

Segundo o deputado Luiz Antonio Teixeira a ideia do feriadão é para que possa ser estimulado setores ligados ao turismo, que sofreram uma enorme queda este ano devido à pandemia.

Nenhum comentário

JUAZEIRO, NORTE DA BAHIA TEM 80% DOS LEITOS DE UTI PARA COVID-19 OCUPADOS

O boletim epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Juazeiro, que fica no norte da Bahia, de sábado (26) trouxe um alerta sobre a ocupação de 80% dos leitos de UTI Covid-19. Conforme a prefeitura da cidade, dos 30 disponíveis, 24 estão ocupados.

Segundo informações do órgão de saúde, são 15 pacientes no Hospital Regional e nove na Promatre, dos quais apenas um é morador do município.

A prefeitura informou que o Hospital de Campanha permanece com situação estável, tendo dois pacientes em leitos intermediários e taxa de 6%. Já na UPA a última informação é de salas vermelhas e leitos intermediários zerados.

Essa atualização apresenta ainda o registro de outros 10 casos confirmados de Covid-19 das 65 notificações realizadas no sábado. Com isso, o número de infectados chega a 7.553, dos quais 5.023 já apresentaram curas clínicas.

ATUALIZAÇÃO: Sobre a taxa de ocupação dos leitos de UTI COVID-19 em Juazeiro, que no boletim anterior estava com 80%, houve uma leve queda e agora a taxa é de 73%. Dos internados regulados somente pela rede municipal o total permanece de 10 pacientes, alterando apenas a quantidade de internados em UTI (04) e em leitos intermediários (06).

O Hospital de Campanha permanece com situação estável, tendo 02 pacientes em leitos intermediários e taxa de 6%. Já na UPA a última informação é de salas vermelhas e leitos intermediários zerados


Nenhum comentário

PETROLINENSE É VACINADA CONTRA COVID-19 NOS ESTADOS UNIDOS E DIZ: FOI UM MISTO DE SENTIMENTOS

Depois de meses com a expectativa para uma vacina ficar pronta, a intérprete, Celina Reis Cavalcanti, de 35 anos, um das primeiras pessoas de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a receber a 1° dose dose da vacina contra a Covid-19. Esse dia nunca será esquecido. Na terça-feira, 22 dezembro, Celina pôde sentir pelo corpo a esperança de dias melhores.

"Foi um misto de sentimentos. Tomei a vacina de coração aberto, com muita esperança e certeza que vai dar tudo certo", lembra Celina.

A intérprete se mudou para os Estados Unidos em 2007. Atualmente, mora em Worcester no estado de Massachusetts. Por trabalhar em um Hospital Universitário da cidade e estar exposta ao vírus, as equipes das áreas de saúde foram as primeiras a receber a vacina.

Celina se vacinou também com a intenção de proteger os pais que já são idosos. Ela está há noves meses sem receber o carinho dos amores da vida dela. Mesmo após tomar a primeira dose da vacina da Pfizer, a intérprete ainda não se aproxima deles, "eles levam e pegam minha filha na escolinha, me ajudam com as demais tarefas, mas ainda não tenho contato", uma situação que a deixa triste mas esperançosa que terá um fim em breve.

A previsão é que os pais de Celina sejam chamados em 30 dias para tomar a vacina. — Foto: Arquivo Pessoal/Celina Reis Cavalcanti

A previsão é que os pais de Celina sejam chamados em 30 dias para tomar a vacina.

A segunda dose está marcada para o dia 12 de janeiro. A imunização de fato só deve acontecer em média após 20 dias, quando fará exames para verificar se realmente desenvolveu anticorpos da doença. A previsão é que os pais sejam chamados em 30 dias para tomar a vacina.

Embora estivesse com receio de tomar a vacina por ser bastante alérgica, Celina não sentiu nenhum efeito colateral. "Eles avisaram que o braço poderia ficar um pouquinho dormente, sentir um desconforto ao levantar e abaixar os braços, mas graças a Deus não senti nada".

Às pessoas que estão com medo de serem vacinadas, a petrolinense aconselha: "A ciência está o tempo inteiro nos mostrando que o mundo sem vacina seria mil vezes pior. Os fatos, a medicina nos mostram que os riscos da vacina são muito menores que o da doença em si".

Com familiares em Petrolina que tiveram Covid-19 e sentiram as complicações da doença, a intérprete lamenta a forma que a doença é tratada no Brasil: "Torço de coração de que uma solução seja encontrada o quanto antes".

O nosso país precisa, já chega de tantas impunidades. Não dá para brincar com a saúde das pessoas".

Sobre a primeira coisa que fará quando finalmente estiver imunizada, Celina não tem dúvidas: "Vou correr para a casa dos meus pais", conta esperançosa. Em 2021, os planos são de visitar Petrolina logo após o fim da pandemia. "Se tudo der certo a gente chega por aí para curtir com o resto da família".

*Texto de Pedro Miranda, estagiário, com supervisão de Juliane Peixinho, G1 Petrolina.

Nenhum comentário

FORMATURA DE 492 JOVENS MARCA PROJETO JOVENS COMUNICADORES DO SEMIÁRIDO

O projeto do Governo do Estado da Bahia, Jovens Comunicadores do Semiárido, realizou, a cerimônia virtual de formatura de 492 jovens, distribuídos em onze turmas de 136 comunidades rurais, localizadas em municípios estratégicos dos cinco Territórios de Identidade participantes do Pró-Semiárido, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). 

O Jovens Comunicadores é resultado de uma iniciativa da Assessoria de Comunicação do Pró-Semiárido, de 2017 a 2020, e promoveu formações sobre 10 temas ligados à área de comunicação e expressão: Cordel, Audiovisual, Democratização da Informação, Cidadanias 1 e 2, Fotografia Básica. Fotografia Avançada, Produção Textual, Marketing Digital e Técnicas em Entrevista. Além das oficinas, os jovens participaram de intercâmbios interestaduais, para conhecerem outras iniciativas de comunicação e juventude. 

"Essa ação é pioneira entre os projetos FIDA no mundo e o Pró-Semiárido, ao propor esse projeto, se colocou a frente do seu tempo, oferecendo um leque de formações sobre temas importantes e que culminou com a formatura de quase 500 jovens. Estamos muito felizes e reconhecendo que estamos no caminho certo para a formação da juventude rural em termos de identidade cultural, reconhecimento da sua própria história e consciência de si mesmos", pontuou a coordenadora do Jovens Comunicadores, Emilia Mazzei.

"O Jovens Comunicadores não foi apenas um trabalho acessório ao Pró-Semiárido ou um trabalho compensatório. Se a juventude era um dos eixos a serem trabalhados, nós precisávamos investir nisso, dar total apoio e suporte. Nesse contexto, o Jovens Comunicadores se configurou como uma importante ferramenta de mobilização e profissionalização da juventude rural ligada ao projeto, e o resultado foi extremamente gratificante", assinalou o coordenador geral do Pró-Semiárido, César Maynart. 

Hardi Vieira, oficial de programas no país, falou dos investimentos do FIDA em projetos como o Jovens Comunicadores, e do potencial que iniciativas como essa tem em incluir socialmente a juventude rural. "O FIDA sempre investiu nos jovens, mas eu posso dizer que com as ações do Jovens Comunicadores a gente conseguiu implantar atividades específicas de inclusão dos jovens, e com a pandemia o projeto se tornou ainda mais relevante, ao ofertar capacitações com foco na inclusão digital", destacou Hardi Vieira. 

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, ressaltou a capacidade de articulação e de transformação da juventude rural do semiárido. "É incrível a capacidade de vocês de se juntarem, se unirem e fazerem acontecer um momento como esse. Nós só temos a agradecer a vocês pela dedicação, pelo trabalho, pelo companheirismo e pelo legado construído para vocês e pra gente".  

A formatura foi conduzida pelos jovens comunicadores Vanessa e Anselmo, a partir da leitura de um cordel que abordou desde o início do projeto, as experiências durante as oficinas e intercâmbios, até os resultados e perspectivas para futuro. A mesa diretora do evento foi composta ainda pelas comunicadoras Luciana Rios e Érica Daiane Lopes, que falaram, respectivamente, da adoção da comunicação como estratégia para o desenvolvimento de políticas públicas integradora e como ferramenta de poder e transformação social.

Nenhum comentário

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DO SÃO FRANCISCO É LANÇADO

O sistema de informação SIGA São Francisco foi lançado oficialmentete durante uma videoconferência realizada pela Agência Peixe Vivo. O objetivo do sistema é realizar a gestão do conhecimento e informação e permitir o acesso a todos que tenham interesse sobre dados da bacia.

O gerente de Projetos da Agência Peixe Vivo, Thiago Campos, informou que o sistema foi desenvolvido para receber, tratar e armazenar as informações da bacia. 

“Uma bacia hidrográfica de grandes proporções territoriais, como é o caso da do rio São Francisco é capaz de, ao mesmo tempo, produzir e demandar um número significativo de informações diversas relacionadas à gestão dos recursos hídricos e de assuntos relacionados a essa área do conhecimento. O SIGA São Francisco é um instrumento de gestão previsto na Lei das Águas [9.433] e visa dar transparência e facilitar a gestão dos recursos hídricos na bacia, auxiliando nas tomadas de decisões. Qualquer pessoa poderá acessar o sistema e nós, da Peixe Vivo, nos comprometemos a mantê-lo atualizado”.

O SIGA São Francisco vai integrar informações de recursos hídricos, permitir visualizações em formato geográfico e disponibilizar apresentação de indicadores, promovendo mais transparência. O sistema será composto por quatro módulos e dois deles já estão em pleno funcionamento: o de acompanhamento das ações e o “SF Map” que permite a publicação de dados geográficos da bacia que poderão ser utilizados para estruturação de estudos e análises espaciais diversas. Os outros dois módulos serão desenvolvidos ao longo de 2021.

O coordenador de Sistemas da Agência Peixe Vivo, Mateus Carvalho, esclareceu sobre o funcionamento do SIGA São Francisco e reforçou sobre a importância da participação de todos os estados da bacia no desenvolvimento.

 “A nossa intenção é que o SIGA São Francisco seja referência. Montamos um grupo composto por representantes de todos os estados da bacia para realizar o desenvolvimento do sistema que terá dados atuais e de qualidade o que será fundamental para melhorar a gestão de toda bacia. Além disso, o SIGA São Francisco é um sistema seguro e de fácil acesso, que vai promover a transparência da utilização dos recursos da cobrança pelo uso da água e de informações de toda a bacia”, explicou Mateus, que apresentou o sistema e o modo de funcionamento dos módulos que já estão em operação.

O sistema está sendo desenvolvido pela Ecoplan Engenharia, empresa contratada por meio de licitação. O custo total do sistema será de R$ 1.239.000,00. (Fonte: CHBSF)

Nenhum comentário

QUE O FECHAMENTO CICLO DE 2020 POSSA CONTRIBUIR COM O FORJAR DE NOVAS ATITUDES FRENTE À VIDA

Estamos prestes a fechar um ciclo muito pesado da história da humanidade, o ciclo do ano de 2020. Nesse ano, a Pandemia do COVID-19 assolou todo os continentes da terra e nos tirou do lugar comum, nos colocando em uma prova terrível.

Em alguns casos, com menos intensidade, em outros, de forma mais devastadora, Mas nos alertando sempre, que a morte é sempre algo marcante e que não pode ser tratada com desdém, indiferença, principalmente, quando percebemos que em todos os casos, algo fica muito evidenciado, o estado não conseguiu investir o suficiente para cuidar da saúde do seu povo, pois se isso tivesse acontecido, muitas vidas teriam sido poupadas, ainda que assim, as dores dos que viram os seus entes queridos partirem não se tornassem menos intensa.

Jorge Larrosa em seu texto "Notas sobre a experiência e o saber de experiência'', publicado na Revista Brasileira de Educação em 2002, n. 19, p. 20-28, nos diz o seguinte:  "[...]A experiência é o que nos passa, o que nos acontece, o que nos toca. Não o que se passa, não o que acontece, ou o que toca[...] Mas a experiência, enquanto possibilidade de que algo nos aconteça ou nos toque, requer um gesto de interrupção, um gesto quase impossível nos tempos que correm: requer parar para pensar, parar para olhar, parar para escutar, pensar mais devagar, olhar mais devagar e escutar mais devagar; parar para sentir, sentir mais devagar, demorar-se nos detalhes, suspender a opinião, suspender o juízo, suspender a vontade, suspender o automatismo da ação, cultivar a atenção e a delicadeza, abrir os olhos e os ouvidos, falar sobre o que nos acontece, aprender a lentidão, escutar os outros, cultivar a arte do encontro, calar muito, ter paciência e dar-se tempo e espaço".

Que tenhamos sido tocados por tudo isso que se passa! Se nestes tempos tão pesados não nos reinventarmos enquanto humanidade, enquanto gente, enquanto educadores/as, não apenas ao nosso modo de fazer educação, mediação tecnológica, mas no campo das subjetividades e do lidar com as intersubjetividades humanas, não terá valido de nada o nosso isolamento, o nosso sacrifício, pois as dores do outro precisam ser consideradas, uma vez que a aprendizagem não mais se processará da mesma forma por um longo tempo.

Os problemas contraídos nesse período, as dores marcantes das perdas de entes queridos, a falta do encontro, a saudade que leva muitos ao encontro da depressão e outros males que assolam a cabeça não ficam fora da sala de aula, mesmo que elas sejam virtuais, numa bolsinha pendurada, que depois pegamos ao sair da sala e levamos conosco.

Todos somos atingidos com essa problemática mundial e precisamos cair na real, se não contribuirmos para barrar o vírus, se não entendermos a importância da ciência na produção de antídotos que possam combater este mal, a humanidade será devastada ou subitamente diminuída pela nossa incompetência e ignorância em não entendermos que o vírus é letal, ou mesmo por acreditar nas baboseiras ditas por governantes inomináveis e inconsequentes, que não se preocupam com a dor do outro, que tanto faz morrer 1 ou morrer 1 milhão.

Que as confraternizações de final de ano possam nos servir de reflexão, de tomada de atitude em defesa da vida! Que em 2021 não venhamos a sofrer tanto, apesar dos cenários anunciados, mas que somente com a atitude em favor da vida poderemos rever os prognósticos.

Que em 2021 possamos ser outros humanos renovados pela experiência tão cruel vivenciada pela humanidade!

Atenciosamente,

Edmerson dos Santos Reis
Prof. Titular da UNEB - Campus - III - Juazeiro - BA
Grupo de Pesquisa EDUCERE/PIBID/Projeto Reflexão dos Referenciais da ECSAB
Professor Permanente do PPGESA/UNEB
Nenhum comentário

AGÊNCIAS BANCÁRIAS DE TODO O BRASIL VÃO FUNCIONAR EM HORÁRIO ESPECIAL NO DIA 24 DE DEZEMBRO

 As agências bancárias de todo o país funcionarão em horário especial no dia 24 de dezembro e ficarão abertas apenas por duas horas na parte da manhã. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a abertura das agências das unidades da Federação que funcionam no mesmo horário de Brasília será das 9h às 11h. Nos demais estados, das 8h às 10h (horário local).

Nos dias 25 e 31 de dezembro, além de 1º de janeiro, as agências bancárias permanecerão fechadas para atendimento. Apenas os caixas eletrônicos continuarão funcionando nesses dias.

De acordo com a Febraban, hoje (23) e nos dias 28, 29 e 30 de dezembro, a abertura dos bancos ocorrerá no horário normal (que vem sendo seguido durante a pandemia de covid-19). A partir de 4 de janeiro, o atendimento será retomado normalmente.

Carnês e contas de consumo (como água, energia e telefone) vencidos nos feriados poderão ser pagos sem acréscimo no dia útil seguinte. De acordo com a Febraban, normalmente, os tributos já estão com as datas ajustadas ao calendário de feriados, sejam federais, estaduais ou municipais.

Nenhum comentário

PETROLINA E JUAZEIRO BATEM RECORDE EM CASOS DE COVID-19, REVELA PESQUISA DA FACAPE

O colegiado de Economia da Facape divulgou um boletim detalhado sobre a atual situação das cidades de Juazeiro e Petrolina nesta segunda-feira (21). Segundo dados da pesquisa, Petrolina e Juazeiro enfrentam um aumento recorde no número de casos de covid-19, e a redução de leitos emergenciais pode agravar ainda mais a situação da população das duas cidades.

O número total de casos de infecção por covid-19 nas duas cidades, segundo última pesquisa realizada no dia 18 de dezembro é de 18.335, sendo 11.208 casos na cidade de Petrolina, em Pernambuco, e 7.127 casos em Juazeiro, na Bahia.

Os óbitos totalizam 272, com 140 mortes em Petrolina-Pe e 132 mortes em Juazeiro-Ba. Ainda segundo a pesquisa, nas últimas 5 semanas, a média de casos semanais supera os 550 e 210 em Petrolina-Pe e Juazeiro-Ba, respectivamente.

A pesquisa também destaca o preocupante número de leitos disponíveis nas duas cidades onde, em Petrolina, o Governo do Estado fechou o hospital de Campanha alegando baixa taxa de ocupação, o que causou uma redução de 20 leitos de UTI. Além disso, a policlínica do Hospital Universitário/Univasf desativou, no dia 05 de novembro, 10 unidades por falta de pacientes. Contudo, foram contratados mais dois leitos no Neurocárdio no dia 27 de novembro e no dia 14 de dezembro mais 10 leitos entraram em funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento do Estado (UPAE).

Assim, o total de leitos atualmente disponíveis é de 43. Dos leitos públicos disponíveis, 28 estavam em uso (65,12% de ocupação) no dia 18 de dezembro. Em Juazeiro, mais dez leitos de UTI foram reabertos, totalizando agora 38 leitos de UTI públicos existentes dentro da cidade. Destes leitos, 13 estavam ocupados (taxa de ocupação de 34,21%) em 18 de dezembro. A linha da média móvel também aumentou na cidade de Juazeiro. A última média móvel, divulgada no dia 18 de dezembro, foi de 0,71 novos óbitos, enquanto 7 dias atrás foi 0,29. Em Petrolina, a média móvel reduziu. O último dado indica 0,43 novos óbitos, enquanto 7 dias atrás era 0,71.

Para o pesquisador e professor da Facape, João Ricardo, o momento é de preocupação e cuidado, "A situação atual da pandemia no Vale do São Francisco gera grandes preocupações pois a quantidade de novos casos cresceu bastante, a quantidade de casos ativos também aumentou e se tem um processo de redução de leitos de UTI públicos disponíveis para a população. Assim, os cuidados precisam ser redobrados e todas as medidas de prevenção devem ser seguidas, como o uso de máscara, álcool gel e distanciamento", concluiu. (FONTE: Ascom Facape)

Nenhum comentário

PREMIO DA MEGA DA VIRADA DEVE CHEGAR A R$ 300 MILHÕES

Já começaram as apostas para a Mega da Virada que, segundo estimativas da Caixa, deve ter uma premiação de R$ 300 milhões este ano. As apostas poderão ser feitas até as 17h (horário de Brasília) do dia 31 de dezembro nas lotéricas de todo do país;,pelo portal Loterias Caixa ou pelo app Loterias CAIXA, disponível para usuários das plataformas Android e iOS; e pelo internet banking da Caixa.

O valor de uma aposta simples da Mega, com seis números, é de R$ 4,50. No caso do Bolão Caixa, o preço mínimo de apostas é de R$ 10. Com isso, o valor mínimo da cota é de R$ 5. De acordo com a Caixa, é possível que seja cobrada, a critério da lotérica, uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, para o bolão.

As apostas pela internet só podem ser feitas por pessoas maiores de 18 anos, após o preenchimento de um pequeno cadastro. Nesse caso, o pagamento deve ser feito por cartão de crédito, e o valor mínimo do conjunto de apostas é de R$ 30, podendo chegar a R$ 945 por dia.

Como a Mega da Virada não acumula, caso ninguém acerte as seis dezenas, o prêmio será rateado entre os acertadores de cinco números, e assim sucessivamente conforme as faixas de premiação.

De acordo com o banco, “se apenas um ganhador acertar as seis dezenas da Mega da Virada e aplicar o prêmio estimado na poupança, terá uma renda mensal de R$ 347,7 mil”.

Nenhum comentário

VERÃO COMEÇA HOJE E EXPECTATIVA DE CALOR EM JUAZEIRO E PETROLINA É DE 40 GRAUS

Nesta segunda-feira (21),às 07:02 foi iniciado oficialmente o Solstício de Verão do hemisfério sul. Os solstícios, assim como os equinócios, representam as mudanças na declinação solar (posição aparente do sol). Durante os equinócios os raios solares incidem perpendicularmente sobre a região equatorial do planeta Terra, enquanto nos solstícios a incidência é perpendicular sobre os trópicos de Câncer [hemisfério norte] e Capricórnio [hemisfério sul].

No site do Laboratório de Meteorologia da Univasf conta que a expectativa é que durante o verão de 2020-2021 o fenômeno La Ninã seja moderado, ou seja, que esteja próximo da neutralidade. Deste modo, a atual configuração de La Niña somada ao posicionamento mais ao norte da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) vem a desfavorecer a formação de nuvens convectivas sobre o semiárido nordestino.

"Portanto, espera-se que as chuvas de verão do semiárido nordestino sejam de menor intensidade, com uma probabilidade de 40% de ocorrência de baixa pluviosidade entre os meses de Janeiro e Abril". Segundo a meteorologia esta é a estação mais chuvosa no Brasil, mas em 2021 a climatologia indica que as chuvas podem ficar em nível normal ou ligeiramente abaixo da média, o que aumenta o calor ainda mais.  

O meteorologista Giuliano Carlos do Nascimento explica que, este ano, deve fazer mais calor do que nos anos anteriores. Na capital baiana, Salvador a sensação de calor pode chegar a 37ºC. Já no interior do estado, o calor fica ainda maior, com temperaturas alcançando 40ºC.

"Tem uma tendência que essas temperaturas sejam elevadas por conta do La Niña, que é um aquecimento da água do pacífico. Isso faz com que as temperaturas fiquem bem elevadas, principalmente aqui no nordeste", disse Giuliano.

Nenhum comentário

A INFLUENCIA DA TECNOLOGIA NA INDÚSTRIA FONOGRÁFICA

Em constante transformação, a indústria fonográfica tem no avanço tecnológico um de seus principais pilares para a popularização de artistas e ampliação de fontes de receita, investindo em novos formatos de plataformas de distribuição. Neste contexto, o smartphone e as redes sociais atuam como peças-chave na propagação de novas músicas e projetos. E, cada vez mais, o smartphone e as redes sociais não só influenciam a maneira como as pessoas consomem música, mas também no modo que os singles são produzidos.

Para analisarmos o momento atual, é necessário relembrar algumas etapas que ocorreram nos últimos 15 anos. Após o surgimento e consolidação do YouTube, a indústria fonográfica deixou de idealizar os clipes musicais para canais televisivos e passou a projetar as obras audiovisuais de acordo com o público e linguagem da plataforma online de vídeos. Depois, presenciamos a massificação do uso do Facebook e, posteriormente, do Instagram, redes sociais que possibilitaram maior aproximação dos artistas com os fãs e auxiliaram na divulgação de músicas e agenda de shows.

Recentemente, a conexão entre a indústria fonográfica e as redes sociais ganhou um novo capítulo, com o TikTok alcançando crescimento exponencial no Brasil. Com formato dinâmico, com vídeos que variam entre 15 e 60 segundos, a plataforma segue a premissa de impactar um usuário individualmente, e que, a partir deste ponto, este usuário impacte sua rede de seguidores, criando um fluxo de grande alcance. Para isso, os membros da rede social participam de uma série de desafios, principalmente realizando coreografias com músicas ao fundo.

O formato dinâmico do TikTok impactou diretamente amaneira que os usuários interagem com a música. A plataforma, aliada ao grande aumento de qualidade das câmeras frontais nos smartphones, potencializou as formas com que as pessoas se expressam ao ouvir uma canção ou assistir a um clipe. São diversas coreografias e reações corporais capturadas pela lente frontal dos dispositivos, e compartilhadas na rede social, que evidenciam a conexão entre os artistas e o público.

Essa interação despertou o interesse de produtores e artistas, que passaram a idealizar singles com trechos curtos impactantes, com batidas marcantes, focados na inserção nos vídeos e criação de desafios na plataforma. Pois, além da propagação entre os membros na rede social, o sucesso dos trechos musicais reproduzidos nos vídeos catalisa diretamente o aumento na procura em outras plataformas, como Spotify.

Ao observarmos este contexto, é evidenciado um movimento cíclico. O smartphone impacta a produção de conteúdo para o TikTok. A rede social, por sua vez, influencia diretamente a indústria fonográfica e o consumo de música gera novas demandas de recursos em dispositivos móveis.

Diante deste cenário, o smartphone exerce papel cada vezmais relevante. Fundamental para a expansão do uso das redes sociais por meio da tecnologia 3G e do surgimento de plataformas de streaming, com a implementação da rede 4G, o smartphone tem sido potencializado como um centro de recursos e serviços, reunindo soluções para a produção de conteúdo, sistemas de áudio cada vez mais avançados e fácil integração com plataformas de streaming. Com o 5G, há um avanço significativo na experiência de consumir conteúdos em streaming, a partir de uma conexão mais estável e imagens e som em alta qualidade.

Este movimento no TikTok também ocasionou um redirecionamento das em presas. O mercado, em seus mais variados setores, tem elaborado estratégias de marketing em conjunto com influenciadores especificamente para a rede social, associando sua marca e produtos a personagens renomados da indústria fonográfica e elaborando desafios de danças, dublagens ou indicação de filmes e séries para gerar engajamento, por exemplo.

Ao mesmo tempo em que es te cenário de uso das redes sociais é desafiador para as empresas, é também excelente oportunidade para se conectar de maneira direta aos consumidores, a partir de um ambiente que potencializa a criatividade e possibilita a comunicação assertiva com o público-alvo.

*Roman Cepeda - Vice-presidente de marketing da divisão de dispositivos móveis da Samsung

Nenhum comentário

SOLAR COCA-COCA FAZ PROPAGANDA E EMOCIONA MORADORES DE UM VILAREJO EM BELEM DE MARIA, PERNAMBUCO

Um cesta de alimentos perecíveis com kit de produtos da Coca-Cola, uma mini árvore de natal, enfeites natalinos e alguns brinquedos para as crianças. Tudo acompanhado de uma “cartinha do Papai Noel”. Essa foi a surpresa encontrada por moradores de um pequeno vilarejo no sertão de Pernambuco numa manhã de dezembro. A ação foi promovida pela Solar Coca-Cola, segunda maior fabricante da Coca-Cola no País (a primeira é a Femsa) e que atua nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

As noites de uma comunidade na região próxima ao município Belém de Maria, também conhecido como Pedacinho do Céu, também passaram a contar com elementos natalinos iluminados, espalhados pelas ruas, postes, casas, árvores e pracinha central.

“Ficamos muito felizes de proporcionar esse encantamento para a cidade e a repercussão positiva entre os moradores. Especialmente no momento atual tão delicado, precisamos, mais do que nunca, renovar as esperanças, encontrar inspiração para seguir em frente e celebrar ocasiões especiais em família. Essa ação só foi possível com a receptividade tão generosa dos moradores do vilarejo”, destaca Fernanda Raizama, diretora de Estratégia e Marketing da Solar Coca-Cola.

A montagem da surpresa e a reação dos moradores foram captadas por câmeras e podem ser vistas num vídeo disponível no YouTube (clique aqui para assistir). 

Segundo a empresa, todos os cuidados de biossegurança contra a Covid-19 na ação. Antes de chegar, toda a equipe foi testada. O Papai-Noel também tomou todos os cuidados de higiene e segurança, sem contato com a população.

“Foi um momento único que ficará guardado para sempre no meu coração. Nunca ninguém tinha proporcionado essa magia que vivemos, só tinha visto isso pela televisão. Foi incrível acordar com uma cesta toda decorada na minha porta, com a cartinha do Papai Noel. Só vi amor em tudo o que fizeram pela gente”, declara Luciana Clemente, zeladora e moradora do vilarejo.

A Solar Coca-Cola também se comprometeu a construir reservatórios de água renováveis com capacidade de armazenamento subterrâneo de 50 mil litros por dia em na região, onde o acesso à água é difícil. O sistema de abastecimento automatizado é feito por meio de bombas, que utilizarão fonte de energia solar (renovável, sustentável e sem custo para a população) e com filtros de carvão ativado em suas saídas de água. As obras dos reservatórios já iniciaram.

O programa Água+ Acesso, realizado pela Solar em parceria com a Coca-Cola Brasil e o Instituto Coca-Cola Brasil, é realizado desde 2017 na região Nordeste e já beneficiou mais de 75 mil pessoas de quatro Estados atendidos pela Solar.

FICHA TÉCNICA : AGÊNCIA: Dot Promo. TÍTULO: Juntos como Nunca Neste Natal – Belém de Maria/PE. CLIENTE: Coca-Cola. PRODUTORA: Ateliê Produções

Nenhum comentário

ARARINHA AZUL NO CÉU DOS SERTÕES DEVE VIRAR REALIDADE EM 2021

 

A ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) é uma das aves mais raras do mundo. Nativa da região da Caatinga, a espécie é considerada extinta na natureza há quase 20 anos. A ave sumiu da natureza devido ao tráfico de animais e comércio ilegal, e pela degradação da Caatinga que reduziu ainda mais o seu hábitat. 

Mas ainda há esperança de ver a ararinha voar livre mais uma vez na Caatinga brasileira: em março de 2020, chegaram ao Brasil 52 ararinhas-azuis repatriadas (49 oriundas da ACTP, na Alemanha, e três do Zoológico Pairi Daiza na Bélgica).

As aves estão em um centro de reprodução na cidade de Curaçá (BA). O recinto foi construído especialmente para manter o acompanhamento das aves até que elas sejam reintroduzidas na natureza, em um futuro próximo. Os aviários possuem dupla camada de proteção, ao passo de permitirem que as aves tenham contato com o clima da Caatinga; essa grade também protege as ararinhas-azuis de outros animais.

As aves iniciam agora seu processo de preparação para soltura, com a adaptação ao clima e alimentação. Serão oferecidos gradativamente mais frutos e sementes da caatinga para quando forem soltas saberem o que comer. O processo de isolamento dos humanos é fundamental nesta fase para evitar que fiquem mansos e de fácil captura por traficantes, sendo assim, visitas ao Centro são restritas. A reintrodução das ararinhas-azuis no seu bioma de origem é um processo previsto pelo Plano de Ação Nacional (PAN) da Ararinha-Azul em conjunto com organizações internacionais que detinham algumas aves em cativeiro. 

No primeiro ciclo do PAN, dentre outros resultados, o principal foi a multiplicação de animais em cativeiro para aumentar a variabilidade genéticas das aves. Agora, no segundo ciclo, o objetivo esperado é realizar a soltura de algumas ararinhas-azuis com suas "irmãs", as maracanãs (outra espécie de psitacídeo que possui hábitos semelhantes às ararinhas-azuis), sem descontinuar o aumento populacional também em cativeiro.

Nenhum comentário

REGINALDO ROSSI: SETE ANOS SEM O REI DO BREGA NESTE DOMINGO (20)

Há sete anos “lembramos com muita saudade daquele bailinho”. É, o tempo passou, mas a falta que Reginaldo Rossi faz na vidas dos pernambucanos, não. O Rei do Brega, como assim sempre será conhecido, nos deixou um legado sem prazo para expirar. As homenagens ao cantor, devido à pandemia do novo coronavírus, foram poupadas.

Foram mais de 50 anos de carreira. A princípio, o artista lançou-se na música com o rock da Jovem Guarda no grupo "Silver Jets" e depois migrou para letras que tratavam de amor, ilusão e dor, conquistando o Norte e o Nordeste do País. Em 1986, com “Garçom”, estourou pelo Brasil e, logo em seguida, no mundo. Ao longo da jornada recebeu 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante. 

As mais de 300 canções em seu repertório conquistaram corações de muitas gerações, como é o caso de Alexandre Lira, 53, que é fã de Reginaldo há mais de 35 anos. “Reginaldo é referência de humildade. Sempre foi carinhoso com qualquer pessoa que falasse com ele. Sou um colecionador de discos, CDs, camisas e shows. Só trago memórias boas de quando o acompanhava”, contou. 

O Rei do Brega também é querido por admiradores de outras idades. A estudante Gabriela Nascimento, 22, é organizadora de uma festa que homenageia o cantor desde 2014. “Comecei a ouvi-lo na infância por conta dos meus pais e, infelizmente, não pude ir a nenhum show porque era menor de idade na época. Mas compreendo sua importância no brega e faço o que posso para que seu som prevaleça”. 

Após a morte o cantor, o ex-empresário e amigo de longas datas, Sandro Nóbrega, decidiu que o público merecia continuar tendo algum contato com as músicas Rei do Brega. “A ideia era criar uma banda para fazer tributo, não cover. Reginaldo é um dos caras que mais tem cover no Brasil. Queria algo que pudesse homenageá-lo. Criei a The Rossi Oficial A Banda e sei que ele está muito feliz com isso."

O conjunto já viajou o Brasil, levando o brega romântico de Reginaldo. 

O carinho do público se materializa em números. No streaming Spotify, só neste ano, quase 2 milhões de ouvintes, de 88 países o ouviram. No Youtube, sua página soma 130 mil inscritos. As redes sociais são outra maneira de aproximar o público do legado que Reginaldo deixou. Aproximadamente 100 mil pessoas (entre Instagram, Twitter e Facebook) acompanham memórias compartilhadas da emblemática trajetória.

 “A ideia das redes sociais surgiu quando resolvi adicionar  às plataformas de streaming álbuns que não estavam lá. Depois desse movimento criei esse canal direto com os fãs. Apesar de sete anos da partida do meu pai, as redes seguem com interação como se ele fosse vivo”, explicou Roberto Rossi. 

De muitas mil maneiras que podemos perpetuar a lembrança de Rossi nas nossas vidas, as mais recentes são o título concedido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) de Patrono do Brega e a construção de uma estátua sua, em tamanho real, assinada por Demétrio Silva, no Largo de Santa Cruz, bairro da Boa Vista. O cantor de “Leviana” se junta a artistas como Science e Capiba no Circuito da Poesia do Recife. 

O cantor fez história na música pernambucana e eliminou o sentido pejorativo da palavra “brega”. Reinventou, conseguiu agregar novos instrumentos, melodias e trouxe originalidade. Hoje, o ritmo é Patrimônio Cultural do Estado de Pernambuco e, com toda certeza, a coroa sempre será do folclórico Rei Rossi. (Fonte: Maysa Sena-Folha de Pernambuco)

Nenhum comentário

ENCONTRO DOS PROFETAS DA CHUVA VAI ACONTECER NA PRIMEIRA SEMANA DE JANEIRO 2021

 

Como vem ocorrendo a vários anos no mês de janeiro, o Encontro dos Profetas da Chuva 2021 já tem seu cronograma de realização em planejamento pelo Centro de Formação Mandacaru, o primeiro encontro nos tempos de pandemia. Justo por conta da pandemia, o evento será realizado no formato vídeo conferência, pois sempre reuniu além dos profetas e profetizas, convidados e um público bem fiel que se identifica com o movimento de prever as chuvas observando os sinais enviados pela natureza.

Por conta de ser um evento que reúne público e os tempos atuais não permitirem aglomerações de pessoas será então necessário sua realização por vídeo conferência. “Uma das grandes vantagens de podermos realizar o encontro dos Profetas nesse formato de live, é que agora podemos chegar num público ainda maior”, afirma Adeodata dos Anjos, uma das pessoas do Mandacaru a frente do evento.

O encontro dos Profetas da Chuva estar agendado para ser realizado na segunda semana de janeiro de 2021. Nele agricultores e agricultoras podem relatar suas experiências de observar plantas e pequenos animais e o que seus sinais dizem sobre a vinda das chuvas para a sua região. Segundo os profetas a natureza sempre manda recados antes da chuva chegar. O que ajuda no planejamento do plantio dos roçados e quintais produtivos dessas famílias.

Os Meteorologistas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) apontam o fenômeno La Niña vai influenciar também as chuvas na pré-estação. "Queremos salientar, que todos estes prognósticos refletem meramente a cultura do nosso povo nordestino, sem nenhum fato comprobatório da ciência. Desde já agradecemos todos nossos amigos seguidores".

O Centro de Formação Mandacaru de Pedro II, entidade filantrópica, constituída em 30 de novembro de 1991, tem sua sede a rua Monsenhor Uchoa, nº 270, na cidade de Pedro II, estado do Piauí.

Nenhum comentário

FUNDAÇÃO GONZAGÃO: PROJETO ASA BRANCA GANHA PRÊMIO SOCIÓLOGA MÁRCIA DANGREMON

Os homenageados na 10ª edição do Prêmio Márcia Dangremon foram apresentados à sociedade, ontem dia 18, em um ato no Recife. Realizada pelo Governo de Pernambuco, a cada dois anos, a premiação condecora pessoas, empresas e instituições públicas comprometidas com a defesa dos direitos da criança e do adolescente. 

Entre os premiados a Fundação Gonzagão – Projeto Asa Branca, Exu Pernambuco, na categoria Pessoa Jurídica do direito privado. 

A presidente da Fundação Gonzagão, professora Marina Santana e vice presidente Aline Justino destacaram nas redes sociais a importânncia do prêmio e mais um incentivo para continuar o trabalho junto as crianças e adolescentes na cidade do Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

O projeto Asa Branca ensina as crianças a tocar sanfona e é mantido pela Fundação Gonzagão, entidade criada em 2 de março de 2000 pelo então promotor de Justiça de Exu, Francisco Dirceu Barros, entre outros cidadãos. O objetivo é prestar atendimento a crianças e adolescentes.

“Do ano 2000 até agora, mais de 800 crianças passaram pelo projeto, que inicialmente, além de música, oferecia oficinas de artesanato, dança e poesia. Algumas delas se destacam atualmente tocando sanfona e se apresentando em grupos regionais. O importante é incentivar as crianças a valorizar a cultura gonzagueana e a promover o município de Exu”, enfatiza Aline.

A vice presidente do Projeto Asa Branca acrescenta que "é necessário doações e novos projetos, parceiros que possam também garantir a  possibilidade do Projetor ganhar novos instrumentos para facilitar o aprendizado das alunas e alunos".

O prêmio é uma homenagem à socióloga Márcia Hooper da Silva Dangremon, nascida em 1940, na cidade de Vitória, no Espírito Santo. Márcia ficou conhecida em Pernambuco por ser detentora de uma personalidade vibrante e apaixonada pela luta em defesa das mulheres, crianças e adolescentes, contra a exploração sexual e a violência doméstica. Falecida em 1999, ela foi uma das idealizadoras da Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e uma das fundadoras do Coletivo Mulher Vida.


Nenhum comentário

FUNDAÇÃO CASA GRANDE-MEMORIAL DO HOMEM KARIRI COMPLETA 28 ANOS

Neste sábado 19 de dezembro, a Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri, em Nova Olinda, comemora seus 28 anos de existência. Neste ano, devido a pandemia da Covid-19, a programação ocorre em formato virtual, através do Facebook da instituição. Durante a semana, foram realizadas lives que tratam sobre temáticas como a Arqueologia Social Inclusiva enquanto prática e ciência e sobre a tecnologia social de criação e implantação dos Museus Orgânicos no Cariri, além de outros temas. 

Hoje às 18hs acontece o ritual de renovar os votos com o Sagrado Coração de Jesus e Maria na sala do Coração de Jesus da Fundação Casa Grande. 

Para se inscrever no evento, basta acessar o link: https://forms.gle/ceftBgffn9L6aEwN6.

Além disso, a Fundação Casa Grande festeja o 11º Prêmio Ibermuseus de Educação, que apoia a realização do evento Arqueologia Social Inclusiva - Educar pelo patrimônio nos Museus Orgânicos do Cariri. 

Programação deste sábado Dia 19/12/2020

13ª Live - 5:00hs - A voz da liberdade: comemorando os 28 anos da Fundação Casa Grande. ​

​14ª Live - 9:00hs - Hino e Hasteamento da Bandeira da Casa Grande;

​15ª Live - 9:30hs - Entrega de Uniformes na Sala do Coração de Jesus;

​16ª Live - 15:00hs - Live Apresentação do Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto;

​17ª Live - 18:00hs - Transmissão ao vivo da Renovação do Sagrado Coração de Jesus.


Nenhum comentário

HISTÓRIA DO POETA TOINHO PESCADOR É ETERNIZADA EM OBRA LITERÁRIA

Antônio Gomes dos Santos, o Toinho Pescador, é eternizado em obra literária como voz ativa em defesa do Velho Chico. Pescador artesanal desde os 12 anos, aprendeu o ofício com o pai Manuel Gomes dos Santos. Quando Manuel faleceu restou ao filho a missão de assumir o comando da família. Por precisar trabalhar desde cedo, deixou a escola quando cursava o quarto ano do primário. Mesmo não tendo concluído o ensino primário, logo ficou conhecido através de seus poemas. 

O poeta pescador agora é o personagem do livro “TOINHO PESCADOR – um poeta de Penedo”. l

A autora do livro, a engenheira de pesca Maria de Fátima Pereira de Sá, conta que o objetivo principal de escrever a história de seu Toinho foi mostrar ao máximo de pessoas a vida de um trabalhador da pesca artesanal, fazendo justiça ao seu trabalho. 

“Reuni ali informações de sua atuação como líder da categoria, tanto em relatos pessoais (que ele escreveu) quanto em publicações (impressas ou da internet) a que tive acesso. Ali estão informações da sua formação: como nasceu, onde estudou, como se tornou pescador (orientado pelo seu pai), obstáculos enfrentados desde a infância (pela condição de classe social e cor), sua formação como cidadão a partir das Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica, a “descoberta” da Bíblia enquanto “holofote” que ilumina as ideias e mostra as realidades, a influência da Pastoral dos Pescadores e o seu ativismo ambiental”.

Já muito conhecido em Penedo, entre os pescadores e ativistas ambientais, através da leitura da obra, o público e os pesquisadores vão conhecer, em uma perspectiva mais ampla e detalhada, as lutas das quais Toinho participou a partir do final dos anos 1970, contribuindo para colocar na constituição de 1988 as reivindicações dos pescadores.

O trabalho da autora, segundo ela, propõe trazer ao público parte da história da pesca artesanal no Brasil, principalmente, no Nordeste. O encontro com o pescador gerou em Maria de Fátima a necessidade de unir seus conhecimentos acadêmicos com a vivência de Seu Toinho, para colocá-los a serviço da pesca artesanal.

“Falar e defender os pescadores artesanais tem que ser paralelo à defesa de águas limpas, rios sem poluição, acesso a ambientes costeiros limpos, terrenos disponíveis aos pescadores e pescadoras próximos a estes ambientes”, destaca Maria de Fátima.

AUTORA: Com relação próxima ao Rio São Francisco desde sua infância, Maria de Fátima nasceu na cidade de Tacaratu, em Pernambuco, e segundo relata, em parte da sua infância, pode ver o rio São Francisco todos os dias. 

“Minhas lembranças daqueles anos são da velha Petrolândia. O cais mandado construir por D. Pedro II quando lá esteve em 1877, a Estação de trem de onde partiam lentamente os vagões que iam até Piranhas, e a ferrovia que também foi construída por ordem do imperador na mesma ocasião. Não por acaso, mudaram o nome da cidade em homenagem ao tal. E a igreja de São Francisco de Assis? Lá recebi minha primeira comunhão quando eu já tinha 10 anos de idade. Uma imagem que nunca saiu da minha memória: homens descendo a rua em direção ao mercado público, com enormes surubins ou dourados capturados na cachoeira de Itaparica. Os peixes eram tão grandes e pesados que um homem levava apenas um exemplar em suas costas". 

A autora lembra ainda: "Eles iam para o mercado municipal para comercializá-los, e as famílias iam comprar sua porção para a peixada fresquinha. Todas as testemunhas materiais destas minhas lembranças foram inundadas, afogadas nas águas do Velho Chico por decisão daqueles que viram ali a forma de conseguir energia elétrica das forças das águas com a construção da hidroelétrica. Agora, só enxergo um grande lago que aumenta o calor devido à evaporação do grande espelho d’água, de um azul brilhante, mas sem a força da correnteza. E, na minha opinião, a nova cidade não tem o encanto da velha por onde caminhei”, lembra.

Engenheira de Pesca formada pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), com especialização em Oceanografia pelo Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo (IO/USP), Mestre em Ecologia e Recursos Naturais e Doutora em Ecologia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar – SP), Maria de Fátima é professora aposentada da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), onde trabalhou no Centro de Ciências Biológicas (CCBi) e no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA).

Ela conta que foi conhecendo os vários trechos do rio São Francisco à medida que viajava por ele. “Há muito ainda a conhecer. As leituras que fiz para explicar vários fatos que Seu Toinho relata não alterou a minha percepção do rio, mas das pessoas que têm relação com o rio. E, com certeza, as intervenções, os projetos e o mau uso da bacia hidrográfica – pois o rio tem que ser visto como uma unidade, um ecossistema, aí sendo incluído o seu entorno e de todos os seus afluentes – são as comunidades ribeirinhas, que, em sua maioria, são formadas por pobres, pretos e desassistidos. Este é o caso dos pescadores artesanais”.

O livro TOINHO PESCADOR – um poeta de Penedo pode ser adquirido no site da Kotter Editorial e no site da Amazon. Fonte: Assessoria de Comunicação CBHSF:


Nenhum comentário

MARINHA LANÇA OPERAÇÃO VERÃO 2020/2021: TODOS POR UMA NAVEGAÇÃO SEGURA

A Marinha do Brasil vai iniciar, na segunda-feira, 21 , a “Operação Verão 2020/2021 – Todos por uma Navegação Segura”, por meio de suas Capitanias, Delegacias e Agências em todo o Brasil. O objetivo é conscientizar condutores e passageiros sobre a importância das regras de segurança da navegação e preservação do meio ambiente marítimo e lacustre.

A operação vai contar com a participação da comunidade náutica e marítima e de militares e servidores civis da Marinha, além da Capitania dos Portos da Bahia, que intensificará as ações de fiscalização nas embarcações, de modo a orientar seus condutores e passageiros a aproveitar a época mais quente do ano com segurança.

Segundo o levantamento da Diretoria de Portos e Costas (DPC), os itens que mais chamam a atenção durante as ações de fiscalização são: falta de habilitação dos condutores; documentação da embarcação incompleta ou vencida; falta de material de salvatagem (coletes, boias, extintores de incêndio entre outros); desrespeito ao limite de lotação da embarcação; e falta de condições de navegabilidade do meio, que pode ser apreendido, a depender das irregularidades constatadas.

Para coibir o uso de bebida alcoólica a bordo, outro problema comum nesta época de festas e de férias, os militares utilizarão etilômetros, tendo em vista que é proibido o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores.

Ações de conscientização também serão realizadas em entidades náuticas, clubes, marinas e colônias de pescadores, com palestras educativas e dicas sobre as principais normas de segurança da navegação, além da preservação ambiental.

Durante as ações, serão reforçadas 15 recomendações para a segurança da navegação:

1) Esteja atento e vigilante durante a navegação.

2) Navegue a mais de 200 metros de distância da praia, respeite os banhistas.

3) Tenha em mãos a sua habilitação e os documentos obrigatórios.

4) Conduza sua embarcação com velocidade segura.

5) Faça manutenção preventiva na sua embarcação.

6) Não consuma bebidas alcoólicas quando for conduzir sua embarcação.

7) Conheça bem todos os lugares por onde a embarcação irá navegar.

8) Conheça a previsão do tempo antes de sair e fique atento às possíveis mudanças.

9) Previna incêndios em sua embarcação.

10) Respeite o limite de pessoas a bordo e garanta a estabilidade da embarcação.

11) Informe seu plano de navegação e a lista das pessoas a bordo ao seu iate clube.

12) Calcule o consumo de combustível para ir e voltar.

13) Quando ancorado, não acione motores ou movimente a embarcação se tiver alguém por perto na água.

14) Tenha coletes salva-vidas para todos a bordo.

15) Não polua mares, rios e lagoas.

Nenhum comentário

MACIEL MELO: MEU AMIGO VIZINHO DO LADO

Esse ano um amigo meu plantou o mês de janeiro, mas parece que errou no adubo. Os dias murcharam, as noites não orvalharam, deu praga até na sombra. Ô anozim miserável! Diz ele que foi mau olhado. 

Somos vizinhos de cerca. Temos quase as mesmas premonições, em se tratando de plantar o tempo. Enquanto ele plantava, eu afiava a lâmina do meu arado, para rasgar o chão de abril, enquanto fechava o mês de março. Mas aí veio a pandemia, e o mundo se fechou, o povo sumiu, e a morte espirrou pelo nariz da China e vazou pelas brechas do resto do planeta; mesmo assim tracei o périplo de minhas andanças e sai fazendo trança no cabelo das bonecas de milho que iam brotando no silêncio de minhas madrugadas.

Não vejo a hora de começar a chover flores; de colher as rosas, de sentir o perfume das margaridas e tirar a máscara para sorrir solto no vento em meio a um bando de borboletas.

Já estou cavando a cova para enterrar a dor e sepultar o ano de 2020.  E veio agosto; eu gosto do gosto das frutas que maduram no mês de setembro. E veio outubro, novembro, e dezembro está aí; mas e daí?Você deve está se perguntando: O que eu fiz para mudar a vida, o que deixei de fazer que causou tudo isso? 

Eita! Pulei fevereiro, mas não vai ter ferreiro, não vai ter carnaval?

Vou olhar mais adiante, e como sou um viajante vou caminhar procurando grotas, biqueiras, rios e riachos, e replantar janeiro, em um baixio bem molhado, para não acontecer o mesmo que se deu com meu vizinho do lado.

Nenhum comentário

← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial