FESTIVAL JAZZAGRÁRIO VIRTUAL REÚNE MÚSICA INSTRUMENTAL FEITA NAS PERIFERIAS

O Festival Instrumental Mulambo Jazzagrário reunirá neste final de semana, em nove apresentações, 12 projetos e artistas das periferias do Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, entre outras cidades, totalizando a participação de mais de 40 músicos. As apresentações poderão ser acompanhadas neste sábado (10) e domingo (11), em formato virtual, a partir das 16h, no You Tube da Rádio Escada, produtora visual localizada na capital fluminense.

Esta é a sexta edição do festival e a primeira que com apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, por meio da Lei Aldir Blanc. O patrocínio possibilitou que o evento ganhasse uma dimensão maior, reunindo grandes nomes da música instrumental e novos talentos que foram “garimpados” pelos curadores Nathália Grilo e Roberto Barrucho nas periferias do país.

Entre os músicos convidados, um dos destaques é o pianista Amaro Freitas, de Recife, segundo o curador Roberto Barrucho. Da periferia da capital pernambucana, Freitas ganhou o respeito internacional e tem discos lançados na Europa. “Trazer esse tipo de músico, que já tem uma projeção internacional, serve para provar aos moradores das periferias que é possível, que existe um caminho para os que estão conseguindo fazer a música e um modo de viver e de se expressar artisticamente”, disse o curador à Agência Brasil.

TRIBUTO A primeira edição do evento ocorreu em 2016, na zona oeste do Rio de Janeiro, como um tributo ao multi-instrumentista carioca Fernando Grilo, que morreu precocemente aos 22 anos, em 2015, quando viajava para o Nordeste para fazer uma apresentação com o percussionista Naná Vasconcelos. 

Segundo Barrucho, Fernando Grilo usava a música instrumental na periferia do Rio como uma força local, “como potência, para as pessoas entenderem que podem fazer esse tipo de arte também”. Grilo influenciou uma geração de músicos, produtores e agitadores culturais da cena da música instrumental independente e suburbana do Rio de Janeiro.

Por meio de iniciativas como "Jazz na caixa", promovida na Vila Aliança, em Bangu; "Realengo of Jazz", no Viaduto de Realengo; e da "Oficina de música criativa”, em Manguinhos, Fernando Grilo agitou a cena musical dos subúrbios do Rio, mostrando um caminho para a visibilidade da cena instrumental periférica. 

O curador explicou que, ao atingir espaços marcados pela violência policial e pelo abandono do Estado, Grilo alimentou sons de qualidade de modo acessível a todos, construindo uma rede de possibilidades para músicos de comunidades e guetos. “Era a música também como movimento de ação política”, disse Roberto Barrucho, que assina a curadoria do festival com a viúva de Fernando Grilo.

A partir da primeira edição em homenagem a Grilo, os organizadores decidiram transformar o evento em um festival de caráter permanente.

Nenhum comentário

HÁ MAIS DE 1 SEM TRABALHO,AZULÃO E AZULINHO REALIZAM LIVE NESTE SÁBADO (10)

O cantor e compositor caruaruense Azulão, de 78 anos, vai fazer uma live neste sábado (10), para arrecadar doações. Por causa da pandemia de Covid-19, com os shows e apresentações musicais cancelados, os artistas ficaram sem a principal fonte de renda. O mestre Azulão e seu filho, Azulinho gravaram um vídeo contando a situação difícil em que se encontram.

A live será transmitida às 19h30 no canal dos cantores no Youtube e no Facebook de Azulinho. No vídeo postado no Instagram, eles pedem a ajuda dos empresários para colaborarem financeiramente com os artistas, na legenda da publicação foi compartilhado o pix deles.

"A gente já está há mais de 1 ano sem trabalhar. Quem puder nos ajudar, colaborem porque não está nada fácil a situação. Estamos precisando muito", disse Azulinho no vídeo.

No vídeo o mestre Azulão se emociona. Conhecido pelos seus inúmeros trabalhos musicais, que levam a tradição do forró para o Brasil e para o mundo, Azulão é patrimônio vivo de Caruaru.

HISTÓRIA: Cantor e compositor, Francisco Bezerra de Lima, o "Azulão" é natural de Brejo de Taquara, distrito de Caruaru. Criança, seguiu com a família para morar no centro da cidade. Começou a cantar nos programas de calouros da extinta Rádio Difusora de Caruaru e teve como influência na carreira Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga, além do Maestro Camarão que criou a primeira banda de forró do Brasil, a Banda do Camarão e o chamou para integrar o conjunto.

Nenhum comentário

SERTÃO PODE TER UMIDADE DO ABAIXO DOS 20% NOS PRÓXIMOS DIAS, ALERTA APAC

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) emitiu, nesta terça-feira (9), um aviso de umidade relativa do ar baixa para grande parte do Sertão de Pernambuco.

Segundo a agência, os valores podem ficar abaixo dos 20% índice considerado como estado de alerta. 

O aviso da Apac é válido, pelo menos, até o próximo domingo (11).

Moradores da região devem ficar atentos, uma vez que índices tão baixos de umidade podem causar problemas de saúde como complicações alérgicas e respiratórias causadas pelo ressecamento de mucosas, sangramento pelo nariz, irritação dos olhos e ressecamento da pele.

Há três níveis de preocupação sobre a umidade, segundo a Apac:

Entre 20 e 30% - Estado de atenção
Entre 12 e 20% - Estado de alerta
Abaixo de 12% - Estado de emergência
Nenhum comentário

JORNADA PEDAGÓGICA EM JUAZEIRO TEM PARTICIPAÇÃO DE LEONARDO BOFF E BRAULIO BESSA

A Prefeitura de Juazeiro irá promover nos dias 9 e 12 de abril, a Jornada Pedagógica 2021. O evento é organizado pela Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), e este ano, devido à pandemia da Covid-19, será realizado de forma virtual, através do canal Seduc Juazeiro- Ba, no Youtube. Houve uma alteração na programação e agora integra o quadro de palestrantes, o filósofo Leonardo Boff, em substituição ao também filósofo Mário Sergio Cortella.

Será realizada uma série de palestras online para diversos segmentos da Rede Municipal de ensino. A programação terá início na sexta-feira (9), com a Aula Magna “Gestão do Conhecimento”, que será ministrada pelo teólogo, professor, filósofo e escritor, Leonardo Boff. Na segunda-feira (12), a programação marcará o início do ano letivo na Rede Municipal e, entre os participantes, terá o poeta, cordelista e palestrante, Braúlio Bessa, que falará sobre o tema “Contextos e Cotidianos da Vida”, para estudantes da EJA.

Também integram a programação da Jornada Pedagógica 2021, os educadores Viviane Brás, Thamíris Cavalcanti, Adriana Campana, Nicola Andrian, Alessandro Marimpietri e Diedson Alves. Durante o evento também serão realizados momentos culturais e artísticos que serão conduzidos pelos músicos Maviael Melo, Elisângela Moura e Ivan Leão, e pela poetisa Ana Paula Granja.

“A Jornada Pedagógica é um momento muito especial para a Educação, pois marca o início do nosso ano letivo. Toda a programação foi pensada para promover um espaço de diálogo com os diversos públicos que compõem nossa Rede Municipal”, destacou a secretária de Educação, Normeide Almeida.

A programação completa com o público, horário e links para acesso segue abaixo.

Programação Dia 9  Tema: “Gestão do Conhecimento”, 19h  – Leonardo Boff Público:  Rede Municipal de Ensino Link: https://www.youtube.com/watch?v=o28cGz3RUsg

Dia 12 Tema: “Se essa escola fosse minha”, 8h – Viviane Brás Público: Educação Infantil

Link: https://www.youtube.com/watch?v=nGZ-nIlZ3ZE

Tema: “Nuvem de Algodão: uma viagem pela imaginação”, 9h e 13h – Thamíris Cavalcanti  Tema: “Histórias que me contaram” – Adriana Campana Público: Anos Iniciais Link 9h: https://www.youtube.com/watch?v=_DR3d4YOhec

Link 13h: https://www.youtube.com/watch?v=ZfY3cxlCZgM

“Soft Skills – Metodologias Comportamentais”, 10h – Nicola Andrian Público: Equipe Gestora Link: https://www.youtube.com/watch?v=ofmzn5WhCF4

Tema: “ Iluminando mentes, prateando corações”, 14h – Diedson Alves Público: Anos Finais

Apresentação Cultural: Maviael Melo Link: https://www.youtube.com/watch?v=rjzQKldW1M0

Tema: “Sejamos muitos e um só”, 15h e 19h – Alessandro Marimpietri Público: Família

Link 15h: https://www.youtube.com/watch?v=DimrrUaP-2E

Link 19h: https://www.youtube.com/watch?v=YRihVsVXjjg

Tema: “Contextos e Cotidianos da Vida”, 20h – Bráulio Bessa

Público: Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Link: https://youtu.be/vLx_hUhHoXg

fONTE: Brena Souza/Ascom Seduc

Nenhum comentário

ESTUDANTES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO SE DESTACAM COM NOTAS DA REDAÇÃO ENEM

Um estudante da rede pública de Xique-Xique, no Centro Norte baiano, ficou entre os 28 brasileiros que alcançaram a nota 1.000 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Helder dos Santos Lima, de 19 anos, teve êxito em uma concorrência que mobilizou 2,4 milhões de candidatos que fizeram as provas do último exame no país.

Estudante do cursinho UPT, programa do governo do estado para estudantes concluintes e egressos da rede pública, Helder disse que a partir de 2018 passou a manter uma agenda rígida de estudos nos três turnos. Estudava Português pela manhã, com treinamento de redação, ia para a escola à tarde e frequentava o cursinho UPT pela noite. 

Conheça os alunos que também se destacaram:

Juliana Pereira – Colegio Democratico Estadual Professora Florentina Alves Dos Santos – CODEFAS – Juazeiro

Alícia de Aguiar – Colegio Democratico Estadual Professora Florentina Alves Dos Santos – CODEFAS – Juazeiro

Henrique Maurício – Centro Territorial De Educação Profissional Do Sertão Do São Francisco – CETEP – Juazeiro

Daniele Lima –Centro Territorial De Educação Profissional Do Sertão Do São Francisco – CETEP – Juazeiro

Caroline Andrade – Centro Territorial De Educação Profissional Do Sertão Do São Francisco – CETEP – Juazeiro

Alan Everton Lima – Colégio Estadual Artur Oliveira da Silva – Juazeiro

Eliel Francis de Castro- Colégio Estadual Jorge Khoury – Sobradinho

Raphael de Souza – Colégio Estadual Vila São Joaquim – Sobradinho

Divanete dos Passos Silva – Colégio Estadual de Casa Nova

Laise Torres – Centro Territorial de Educação Profissional José A. Filho -Curaçá

 Victoria Cristiane-Colégio Estadual Rui Barbosa-Juazeiro

Wilrislaine Lacerda-Colégio Estadual Manoel Novaes-Curaçá

Nenhum comentário

O PAPEL DO RÁDIO, NAQUELES TEMPOS

O aniversário natalício não era comemorado com festa, que, aliás, nem cogitada era, pelo menos, lá em casa. No máximo, um pudim, e olhe lá, porque só uma vez do pudim me lembro. Mas, nada disso causava qualquer tristeza, porque, digamos, invocando Camões, um poder mais alto se alevantava, justamente no rádio, em programas da tarde, da Rádio Liberdade, de umas duas horas, onde se oferecia música ao aniversariante.  

O anúncio era simples e repetido, mais ou menos, assim: aniversaria hoje, na cidade de Itabaiana, o inteligente garotinho, Vladimir. Seus pais, Jubal e Maria, e seus irmãos, Alba e Bosco, oferecem esta música. Ficávamos todos de ouvido aceso no RCVictor, alimentado por antena erguida no oitão da casa, o programa inteiro, a espera do anúncio. Havia vibração, como se fosse comemoração de um gol. A atenção, diga-se, não era para a música. Se concentrava apenas no nome do aniversariante, de seus pais e irmãos, o que representava, por si só, todo o festejo que não era realizado, nem dele ninguém sentia falta. O nome no rádio era o melhor presente que o aniversariante ganhava. Nada além, ressalte-se.

A importância era do rádio, e a Liberdade era ouvida, sem ruído, em Itabaiana. Depois veio a Rádio Cultura, dividindo a audiência. Me lembro, nos idos de 1960, eleição presidencial, a caravana do PSD veio para Aracaju, no comando de Manoel Teles, para um comício prol Lott. Ouvi que uma senhora, da Serra, ia e alertou a família para que ficasse de olho no rádio, porque, no momento em que todos estivessem calados, ela, a pessoa que ia participar do comício, gritaria: olhe eu aqui, olhe eu aqui. Não sei se conseguiu. O fato é narrado apenas como prova da importância que o rádio, naqueles idos, representava para a gente do interior.

Uma vez, lá para o ano de 1964, passei uns dias, no final do ano, no Aracaju. Ouvi na Rádio Difusora um programa esportivo, que o ouvinte podia participar, gravando um comentário. Não perdi tempo. Escrevi um, duas folhas de papel de caderno, e, para lá fui. Gravei. De volta a Itabaiana anunciei aos amigos e fiquei atento, ouvindo, no dia certo, pelos menos, dois ou três minutos, minha voz na rádio. Nesse dia, pisando leve no chão, fui só riso. Proeza danada!

Vladimir Souza Carvalho-Magistrado

Nenhum comentário

MORADORES DE JUAZEIRO E PETROLINA FESTEJAM AS CHUVAS DE ABRIL

Em Juazeiro, Petrolina e região a média de chuvas é baixa e a região está exposta a mais de 3.100 horas de sol.  É por isto que a reportagem do BLOG NEY VITAL registra nesta segunda-feira, 5, imagens na beira do Rio São Francisco, sendo "abençoado com chuva".


Acostumados com muito sol, pessoas que passavam na orla "chamavam a atenção para a paisagem chuvosa, pouco comum". O pescador conhecido por Robertão, no bairro Angary, "agradeceu além da chuva, a vazão do Velho Chico que aumentou e é visível que o volume da água subiu."

No setor de meteorologia a ciência diz que o mês de Abril dá início ao período de maiores chances de chuva na região litorânea e também é o período de início da estação seca do Sertão Pernambucano e baiano.

É durante o período abril a julho que se dá os maiores acumulados de chuva. Os sistemas meteorológicos que ocorrem nessa época são provindos do oceano e se destacam por causar chuvas mais homogêneas, acompanhadas de temperaturas mais amenas e aumento na umidade do relativa do ar.

"O mundo tá tudo mudado. Tenho mais de 50 anos e sinceramente não tenho lembranças de um dia de chuva no mês de abril. Mas confesso que a paisagem tá muito bonita assim. Chuva é sempre bem vinda em Juazeiro", diz a dona de casa Maria Raimunda dos Santos.

A reportagem do BLOG NEY VITAL não conseguiu contato com o laboratório de meteorologia da Univasf para explicar a presença da chuva em alguns pontos de Juazeiro e Petrolina no dia de hoje, 5 de abril.

Nenhum comentário

Postagens mais antigas → Página inicial